Blog


Caranguejos-violinistas, porcos barbudos, serpente voadora do paraíso, macacos de cauda longa e macacos-narigudos, troncos que saem da água. Ainda que possa soar a personagens criados pela imaginação fértil de uma criança ou de qualquer banda desenhada, desenganem-se. Existem e moram aqui, no Bako National Park. Se tivéssemos de escolher um […]

Árvores que saem da água, crocodilos no mar e macacos-narigudos ...


São casas: como nós já não sabemos erguer – do chão. É um estar junto: como a maioria de nós já não sabe estar. Todos juntos, tão juntos como nos dias especiais, mas na ausência de datas que assinalem dias especiais. É dessa união que se fazem os dias, todos […]

Nos passos dos povos indígenas do Bornéu


E se trocássemos os relógios pelos moinhos, as rodas dentadas e os ponteiros pelo tempo a ser contado no atravessar da moega, pela passagem nas mós – movente e dormente; o tempo a ser água, a água da levada, que sabe sempre o caminho certo e quando parar. Foi isto […]

Desconectados das tecnologias – ligados à terra



Comprar o peixe fresquinho ao Sr. Armando – o peixeiro ambulante – que vem a buzinar pela rua fora, para anunciar a sua chegada das docas de Matosinhos. Escolher a fruta à Sra. Teresa, que traz a frutaria até nós e a carne ao Sr. Miguel, que passa todas as […]

Vamos estar desconectados – dias de campo


Debruçamos olhar e peito sobre Melgaço. Ainda trazemos nos cabelos os ventos mistrais das suas colinas e as mãos enrugadas pelas águas dos rios que o atravessam, mas nada disto nos tolda a certeza de que não é de sarroncos que se faz a gente melgacense, como contam aos mais […]

Pegada Zero – A lembrar o que Melgaço tem


– Feliz dia da mãe, mamã. – Diz ela num sorriso envolvente. – Obrigada, minha querida. – Mamã..? – Sim, Mia. – Quando eu for adulta vou ser uma mamã como tu. *** 3 anos, 5 meses e 26 dias é o tempo a que sou mãe – diz-me a […]

A mãe que traz asas no lugar dos braços – ...



Preta, grande – gigante até – com as antenas bem definidas. Ali a passear-se pelo chão, ali: no mesmo chão onde se encontra a nossa mala: aberta, com todas as nossas roupas; ali: mesmo ao lado da nossa cama desfeita, a cama onde dormimos na noite anterior. – Barata! Uma […]

Kuching, a Cidade dos gatos – Malásia


Era uma vez uma casa de madeira – escura – que se erguia entre o verde denso. Apenas de barco se chega lá, um pequeno barco azul claro, onde cabemos nós e todas as nossas coisas. Barco atracado: da terra, enlameada e escorregadia pelo caudal do rio, saem escadas feitas […]

Morámos um mês na selva do Bornéu


O vídeo já está disponível, poderão ver-nos avançando para 1h 02m e 35s do mesmo. Esperemos que gostem. A mensagem mantém-se a mesma: CUMPRAM-SE EM SONHOS. Um abraço: forte.

Entrevista no Porto Canal – Vídeo



Ai, se me tivessem dito! Se me dissessem, de antemão, que iríamos ver duas cobras, que escorregaríamos por um desfiladeiro feito de lama e raízes de árvores que se posicionam como corrimões de escada; se me dissessem que desceríamos pedras com o dobro do meu tamanho – para entrarmos em […]

Trekking na selva do Bornéu- ai se me tivessem falado ...


É verdade, durante a nossa viagem trabalhámos um mês numa homestay, na selva do Bornéu, na berma do rio sarawak, em troca de alojamento e alimentação. Muitos já terão ouvido falar no conceito de trabalho em viagem, é uma forma de reduzir os custos e aumentar a duração da mesma. […]

Trabalho em troca de alojamento – na selva do Bornéu


[E uma família, pode ganhar?] O ano passado quebrámos uma série de mitos: fomos viajar, em família, com uma criança pequena e até ousamos a Ásia. Criamos um blogue e, imaginem: contamos histórias – em vez de darmos dicas; introduzimos novos personagens que conhecemos em cada lugar – em vez […]

Blogger Travel Awards 2017 – Precisamos de vossa ajuda



Com que idade se tem uma primeira melhor amiga? Imagino que não haja uma idade certa, dependerá, talvez, do momento em que o coração está pronto para receber mais gente – para lá dos que estiveram sempre presentes, desde o primeiro dia. Mia, a Froya foi a tua primeira melhor […]

A primeira amiga da Mia, na selva do Bornéu


Perguntam-nos, com alguma frequência, qual a história mais louca, mais curiosa e, acrescentaríamos,  mais imprevisível e aventureira desta longa viagem – até agora é esta que partilhamos aqui, convosco: a nossa chegada ao Bornéu. Estávamos dentro do barco, no meio do rio Sarawak, um barco pequeno, com um motor pequeno. […]

Perdidos na selva do Bornéu


Salta – pára quando estiveres lá em cima -, guarda esse momento em que os pés não tocam o chão, esse em que estás suspensa no ar – que te segura sem te prender. Sabes quanto vale esse momento? Não digas nada, ouve. Olha-te e ouve-te aí, nesse lugar onde […]

À descoberta da Malásia, primeira paragem: George Town